3447-7000 / 3421-2112 contato@farmaciaproderma.com.br
      Obesidade infantil

      Obesidade infantil

      Mudanças nos hábitos das famílias podem reverter o aumento da doença no Brasil

      As crianças brasileiras estão cada vez mais pesadas e sedentárias. Dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional do Ministério da Saúde apontam que cerca de 8% das crianças com até cinco anos são consideradas obesas. Além disso, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura e a Organização Pan-americana de Saúde divulgaram, em 2017, o “Panorama da Segurança Alimentar e Nutricional na América Latina e Caribe”, relatório que aponta que a obesidade vem crescendo no Brasil, assim como em toda a região pesquisada, com tendência de maior crescimento entre as crianças. O levantamento estima em 3,9 milhões as crianças com sobrepeso no continente.

      A obesidade pode ser provocada por diversos fatores, sejam de ordem hereditária, social ou comportamental, que vão desde a dificuldade em promover uma boa alimentação até o sedentarismo. Na correria do dia a dia, os pais acabam optando por pratos mais rápidos para os filhos, o que leva a uma alimentação rica em gordura e carboidrato, com poucas opções saudáveis.

      O avanço da obesidade entre esse público está ligado os novos hábitos das famílias. Hoje as pessoas se tornam pais mais tarde, pois o foco principal está no trabalho. A comida caseira muitas vezes é um luxo ou restrita aos fins de semana. O lanche das crianças é de pacotinho, suco de caixinha, bolinho. Isso muda o paladar e cria um vício.

      Riscos de gente grande

      A obesidade infantil traz consigo outros problemas de saúde, tornando a criança propensa ao aumento de pressão arterial, dislipidemia, intolerância (ou tolerância diminuída) à glicose e até esteatose (presença de gordura no fígado). São doenças que antes só ocorriam em adultos. Essas crianças também podem ter mais lesões ortopédicas, por conta do peso elevado, desenvolver apneia do sono e ter redução do rendimento escolar. Em casos mais extremos, essas crianças não têm nutrientes para manter as sinapses nervosas e podem ter o aprendizado prejudicado.

      Outro problema é o agravamento desses riscos na idade adulta, uma vez que essas crianças tendem fortemente a se tornar adultos obesos. Esses adultos ficarão propensos a doenças cardiovasculares, infarto, acidente vascular cerebral, diabetes, hipertensão e até alguns tipos de câncer, como os de mama, próstata e cólon. Nas mulheres, há ainda a dificuldade para engravidar, diabetes gestacional e o risco de gerarem bebês com peso inadequado.

      Dá para reverter

      Crianças obesas precisam de tratamento, que passa pelo acompanhamento multidisciplinar de profissionais de saúde. A primeira prescrição é a mudança de hábitos: alimentos saudáveis, ingeridos nas horas certas, dormir cedo e fazer atividades físicas regulares.

      Além disso, muitas vezes é preciso entrar com suplementos nutricionais, ou mesmo medicamentos, que apóiem a retomada da saúde.

      Há casos em que, por comerem mal, as crianças acabam ficando sem aporte proteico, vitamínico e de fibras. Nesses casos, a suplementação acelera a recuperação da criança. Podem ser usadas fibras para dar saciedade e ajudá-las a ir ao banheiro. Além disso, probióticos ajudam a refazer a flora intestinal, que até então vinha sendo prejudicada pela alimentação rica em açúcares e gorduras e pobre em nutrientes benéficos para o intestino. Ao tratar a flora intestinal, a criança dá um passo importante para ter uma imunidade melhor e para regular diversas funções do organismo, se aproximando de uma situação de equilíbrio.

      Qualquer prescrição sempre depende de uma abordagem totalmente individualizada e constantemente reavaliada. Entre as indicações, pode surgir a necessidade de receitar o uso de vitaminas A, D, B12, selênio, cromo, zinco e magnésio.

      Medicamentos

      Em todos os casos o acompanhamento nutricional é fundamental. Pode, porém, ser insuficiente. Situações específicas de obesidade mais severas podem demandar a prescrição de medicamentos para potencializar a perda de peso e atuar no controle da ansiedade e da compulsão.

      A publicação “Obesidade na infância e adolescência: manual de orientação”, da Sociedade Brasileira de Pediatria, indica que, antes de optar por incluir medicação, o tratamento sempre deve ser feito, por pelo menos seis meses, de forma conservadora.

      Quando realmente há indicação medicamentosa, as prescrições devem atender, à risca, as reais necessidades da criança, prezando a menor dose com o menor efeito colateral possível. O documento cita as substâncias fluoxetina, sertralina e metformina. Em relação aos fármacos de atuação direta na obesidade infanto-juvenil, estão hoje disponíveis produtos que podem, em circunstâncias bem determinadas, ser utilizados como coadjuvantes.

      Há situações, também, em que, ao invés de medicar, é preciso suspender ou substituir medicações que levam ao ganho de peso como efeito colateral. Avaliação e acompanhamento devem necessariamente ser feitos por um médico.

      Texto original: Revista Anfarmag nº112

      Fórmulas com qualidade comprovada pela Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (SINAMM).

      Contate agora mesmo a nossa Equipe Farmacêutica!

      (19) 3447-7000 (Matriz Centro)
      (19) 3421-2112 (Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)


       farmaceuticoresponde@farmaciaproderma.com.br

       contato@farmaciaproderma.com.br

      Importante

      O texto acima foi elaborado com base em estudos científicos, porém salientamos que o conteúdo é apenas de caráter informativo. Antes de adquirir e fazer uso do produto é importante consultar um profissional habilitado (seu médico ou nutricionista) ou os farmacêuticos Proderma. Envie um email ou entre em contato com as nossas lojas pelos telefones (19) 3447-7000 e 3421-2112.

      Share on whatsapp
      WhatsApp
      Share on facebook
      Facebook
      Share on email
      Email
      Proderma

      Desde 1982 criando produtos de qualidade com foco no cliente e rigoroso controle de processos.

      PRODERMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO LTDA

      Curta nossa página

      Atendimento

      Segunda a Sexta-feira:
      das 8:00 as 18:00

      Sábado:
      das 8:00 as 12:00

      Contato

      contato@farmaciaproderma.com.br

       (19) 3447-7000 (Telefone - Matriz Centro)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)

       (19) 3421-2112 (Telefone - Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)

      Localização

      Loja 1 (Matriz): Rua Prudente de Moraes, 917 – Centro – Piracicaba SP / CEP 13400-315

      Responsável Técnico: Helena de Fátima Baptistella De Nápoli – CRF SP 8438

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.201321/2002-41 – AE nº 25001.013346/85

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 8438. Licença VISA Piracicaba nº 0938/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.34608.8

      Alvará de Licença MAPA nº 1415 2009

      CNPJ 50.764.604/0001-82

      Loja 2 (Filial): Avenida Rui Barbosa, 519 – Vila Rezende – Piracicaba SP / CEP 13405-217

      Responsável Técnico João Roberto Baptistella – CRF SP 1.13147-3

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.202644/2002-51 – AE nº 0.09951.3

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 13147. Licença VISA Piracicaba nº 939/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.12772.6

      CNPJ 50.764.604/0002-63

      Refluxo em recém-nascidos

      Refluxo em recém-nascidos

      Medicamentos que trazem conforto aos bebês podem ser manipulados na Proderma

      Os primeiros meses na vida dos bebês podem ser interpretados como uma sucessão de começos. A primeira vez que respiram, que tomam banho, que usam roupas e que se alimentam. Apesar de ser urna função elementar da vida, alimentar-se é uma grande revolução para os recém-nascidos, que até então eram nutridos pelo cordão umbilical. Não por acaso, pode provocar estranhamentos no aparelho digestório. Um dos mais conhecidos é o refluxo.

      Regurgitar o alimento é comum a quasetodos os recém-nascidos. É o refluxo fisiológico. Regurgitam sem dor, sem apresentar irritabilidade durante a alimentação e sem recusar a mamada por conta disso. A situação ocorre devido ao aparelho digestório ainda em formação. Há uma imaturidade do sistema gastrointestinal, inclusive no que se refere à motilidade – habilidade dos órgãos de realizar movimentos autônomos, como os intestinos, que precisam ser capazes de fazer movimentos peristálticos.

      À medida que o corpo se desenvolve, os refluxos diminuem. Por volta dos seis meses há o amadurecimento da anatomia e a maturação gastrointestinal.Os bebês também começam a ficar mais sentados e a ingerir alimentos além do leite materno. Normalmente, o problema cessa completamente antes de 1 ano de vida. Há, no entanto, outra forma de regurgitação que pode trazer consequênciasmais sérias. É a doença de refluxo gastroesofágico, que provoca vômitos. O bebê tende a apresentar irritabilidade, recusar a mamada e chorar durante a alimentação. Isso porque o que foi ingerido retorna pelo tubo digestivo provocando pequenas lesões. Podem ocorrer esofagite e complicações pulmonares. Outra consequência é o não ganho de peso ou, pior, a perda de peso. Esses bebês precisam de tratamento para aliviar os sintomas, cicatrizar possíveis lesões e prevenir complicações.

      Como lidar

      As primeiras ações são medidas posturais: dar de mamar com o bebê na posição vertical, evitar a troca de fraldas logo na sequência, manter o bebê de pé por cerca de 30 minutos depois de mamar, colocá-lo para dormir no berço inclinado e evitar que fique sugando o peito sem mamar (ingerindo ar).

      No caso dos bebês que apresentam a doença do refluxo gastroesofágico, podem ocorrer duas situações: o retorno de fluxo de teor básico e a regurgitação de teor ácido. Na primeira situação, não há medicações que possam ser aplicadas. Os pais precisam ter paciência e disciplina na realização das medidas posturais, que trarão, com o tempo, os resultados esperados.

      Já os bebês com refluxo de teor ácido podem se beneficiar do uso de algumas substâncias. De maneira geral, o tratamento consiste na administração de substâncias que reduzem a secreção de ácidono estomago e, consequentemente, aumentam a motilidade gástrica. Costumam apresentar resultados positivos, melhorando o bem-estar dos bebês de forma segura.Há ainda outras drogas que estimulam o peristaltismo do esôfago e o esvaziamento gástrico.

      Todos esses medicamentos devem ser ministrados em suas formas líquidas e diluídas. Além disso, por apresentarem variações muito rápidas no peso corporal, os bebês em tratamento demandam uma atenção a mais no que se refere à dose individualizada dos medicamentos, merecendo, portanto, acompanhamento médico constante e manipulação dos medicamentos por farmacêuticos altamente especializados.

      É necessário o acompanhamento pelo menos uma vez ao mês para avaliar a evolução sintomática, com ganho de peso. Na medida em que os bebês vão melhorando, é reduzida a medicação aos pouquinhos.

      refluxo

      Onde encontrar?

      A Proderma conta com uma equipe de farmacêuticos habilitados para manipular o medicamento que seu bebê precisa, nas doses adequadas ao seu peso. Caso não encontre a prescrição do seu médico em drogarias, venha para a Proderma, nossos especialistas estão à disposição com toda a assistência farmacêutica necessária para o tratamento do seu bebê.

      Texto original: Revista Anfarmag nº112

      Fórmulas com qualidade comprovada pela Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (SINAMM).

      Contate agora mesmo a nossa Equipe Farmacêutica!

      (19) 3447-7000 (Matriz Centro)
      (19) 3421-2112 (Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)


       farmaceuticoresponde@farmaciaproderma.com.br

       contato@farmaciaproderma.com.br

      Importante

      O texto acima foi elaborado com base em estudos científicos, porém salientamos que o conteúdo é apenas de caráter informativo. Antes de adquirir e fazer uso do produto é importante consultar um profissional habilitado (seu médico ou nutricionista) ou os farmacêuticos Proderma. Envie um email ou entre em contato com as nossas lojas pelos telefones (19) 3447-7000 e 3421-2112.

      Share on whatsapp
      WhatsApp
      Share on facebook
      Facebook
      Share on email
      Email
      Proderma

      Desde 1982 criando produtos de qualidade com foco no cliente e rigoroso controle de processos.

      PRODERMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO LTDA

      Curta nossa página

      Atendimento

      Segunda a Sexta-feira:
      das 8:00 as 18:00

      Sábado:
      das 8:00 as 12:00

      Contato

      contato@farmaciaproderma.com.br

       (19) 3447-7000 (Telefone - Matriz Centro)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)

       (19) 3421-2112 (Telefone - Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)

      Localização

      Loja 1 (Matriz): Rua Prudente de Moraes, 917 – Centro – Piracicaba SP / CEP 13400-315

      Responsável Técnico: Helena de Fátima Baptistella De Nápoli – CRF SP 8438

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.201321/2002-41 – AE nº 25001.013346/85

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 8438. Licença VISA Piracicaba nº 0938/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.34608.8

      Alvará de Licença MAPA nº 1415 2009

      CNPJ 50.764.604/0001-82

      Loja 2 (Filial): Avenida Rui Barbosa, 519 – Vila Rezende – Piracicaba SP / CEP 13405-217

      Responsável Técnico João Roberto Baptistella – CRF SP 1.13147-3

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.202644/2002-51 – AE nº 0.09951.3

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 13147. Licença VISA Piracicaba nº 939/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.12772.6

      CNPJ 50.764.604/0002-63

      Probióticos para depressão

      Probióticos para depressão

      Cada vez mais, estudos afirmam que pacientes com ansiedade e depressão podem se beneficiar dos lactobacilos.

      Sabemos que nosso corpo possui 10 vezes mais células bacterianas do que humanas, e que a maior parte delas está no nosso intestino. Seus propósitos são inúmeros, incluindo a digestão dos alimentos, produção de algumas vitaminas, e regulação da nossa imunidade. Hoje, pesquisadores teorizam se mudanças nas bactérias intestinais podem ter um papel importante em condições neuropsiquiátricas como ansiedade e depressão.

      Alguns cientistas acreditam que o cérebro e o sistema digestivo podem se comunicar através de neurotransmissores. Sendo assim, seria possível afirmar que a ansiedade ou a depressão podem causar, por exemplo, dor abdominal, ou que condições gastrointestinais como dor abdominal crônica ou constipação podem causar ansiedade ou depressão.

      Se, na teoria, as bactérias têm um papel nessas condições crônicas, então adicionar probióticos (“bactérias boas”) poderia ajudar a tratar essas doenças crônicas.

      Um estudo conduzido por Steenbergen et al. (2015) teve como objetivo avaliar se um pool de probióticos age regulando o processo de disbiose intestinal e, através do eixo intestino-cérebro, reduz os sintomas depressivos. O estudo foi realizado com 40 pacientes que apresentavam quadro depressivo. Os pacientes foram divididos em dois grupos para receber a seguinte posologia por 4 semanas: grupo I recebeu um pool dos probióticos B. bifidum, B. lactis, L. acidophilus, L. brevis, L. casei, L. salivarius, e L. lactis; o grupo II recebeu placebo.

      Os pacientes tratados com a suplementação probiótica por 4 semanas mostraram uma redução significativa nos sintomas relacionados à depressão, com melhora do humor e da agressividade. Os resultados deste estudo foram os primeiros a evidenciar que a ingestão de probióticos pode auxiliar na melhora de alguns sintomas relacionados à depressão como a agressão e o humor.

      Referências

      Steenbergen L1, Sellaro R2, van Hemert S3, Bosch JA4, Colzato LS5. A randomized controlled trial to test the effect of multispecies probiotics on cognitive reactivity

      to sad mood. Brain Behav Immun. 2015 Aug;48:258-64. doi: 10.1016/j.bbi.2015.04.003. Epub 2015 Apr 7.

      Fórmulas com qualidade comprovada pela Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (SINAMM).

      Contate agora mesmo a nossa Equipe Farmacêutica!

      (19) 3447-7000 (Matriz Centro)
      (19) 3421-2112 (Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)


       farmaceuticoresponde@farmaciaproderma.com.br

       contato@farmaciaproderma.com.br

      Importante

      O texto acima foi elaborado com base em estudos científicos, porém salientamos que o conteúdo é apenas de caráter informativo. Antes de adquirir e fazer uso do produto é importante consultar um profissional habilitado (seu médico ou nutricionista) ou os farmacêuticos Proderma. Envie um email ou entre em contato com as nossas lojas pelos telefones (19) 3447-7000 e 3421-2112.

      Share on whatsapp
      WhatsApp
      Share on facebook
      Facebook
      Share on email
      Email
      Proderma

      Desde 1982 criando produtos de qualidade com foco no cliente e rigoroso controle de processos.

      PRODERMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO LTDA

      Curta nossa página

      Atendimento

      Segunda a Sexta-feira:
      das 8:00 as 18:00

      Sábado:
      das 8:00 as 12:00

      Contato

      contato@farmaciaproderma.com.br

       (19) 3447-7000 (Telefone - Matriz Centro)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)

       (19) 3421-2112 (Telefone - Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)

      Localização

      Loja 1 (Matriz): Rua Prudente de Moraes, 917 – Centro – Piracicaba SP / CEP 13400-315

      Responsável Técnico: Helena de Fátima Baptistella De Nápoli – CRF SP 8438

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.201321/2002-41 – AE nº 25001.013346/85

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 8438. Licença VISA Piracicaba nº 0938/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.34608.8

      Alvará de Licença MAPA nº 1415 2009

      CNPJ 50.764.604/0001-82

      Loja 2 (Filial): Avenida Rui Barbosa, 519 – Vila Rezende – Piracicaba SP / CEP 13405-217

      Responsável Técnico João Roberto Baptistella – CRF SP 1.13147-3

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.202644/2002-51 – AE nº 0.09951.3

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 13147. Licença VISA Piracicaba nº 939/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.12772.6

      CNPJ 50.764.604/0002-63

      Plantas medicinais na TPM

      Plantas medicinais na TPM

      Óleo de Prímula e extrato de Agnus Castus podem ser coadjuvantes no tratamento dos sintomas da tensão pré-menstrual.

      Fitoestrógenos são substâncias químicas encontradas em alguns vegetais com o poder de mimetizar (quando em doses baixas) a atividade hormonal do estrógeno em nosso corpo. Com o uso de doses elevadas, entretanto, proporcionam o efeito contrário, inibindo sua ação. Tudo se resume à dose utilizada e ao local alvo. Ainda, os fitoestrógenos podem afetar a produção ou a metabolização dos estrógenos endógenos (produzidos pelo nosso organismo), bem como os níveis do hormônio circulantes na corrente sanguínea.

      Os fitoestrógenos passaram a receber atenção quando um grupo estudado de mulheres asiáticas com uma dieta rica em soja (uma das principais fontes de fitoestrógenos) demonstrou reduzidos problemas de pressão sanguínea na menopausa, além de apresentarem menor incidência de problemas cardiovasculares.  Aparentemente, essas substâncias têm ação sobre um ou outro sintoma ou risco, sem, contudo, apresentarem a ação global dos estrógenos.

      Estudos recentes assinalam efeitos benéficos na prevenção de doenças crônicas como câncer de cólon (intestino grosso), mamas e doenças cardiovasculares. Em mulheres na pós-menopausa, são capazes de reduzir os sintomas indesejados e prevenir a osteoporose. Acredita-se ainda que os fitoestrógenos produzam alguns dos efeitos estrogênicos, sem, entretanto, causar reflexos carcinogênicos ao nosso organismo.

      Os três maiores grupos de fitoestrógenos são os cumestranos, as flavonas e as isoflavonas. O grupo das isoflavonas parece ter maior atividade estrogênica dentre os três, sendo, portanto, o grupo mais utilizado para estes fins.

      Nos casos onde é definitivamente contra-indiciado o uso dos estrógenos bioidênticos, e haja persistência dos sintomas indesejáveis, a fitoterapia vem sendo apresentada como uma interessante opção terapêutica.

      Com grande variedade de espécies, as plantas mais representativas na terapia para a tensão pré-menstrual são:

      Óleo de Prímula: Também conhecida como Evening Primrose ou Onagra, a Prímula (Oenothera biennis) é uma planta nativa da América do Norte e foi introduzida na Europa no século XVIII, como planta ornamental, encontrando-se mundialmente espalhada atualmente.

      O principal ativo encontrado neste óleo é o Ácido Gama-Linoleico (GLA), importante precursor de prostaglandinas, substâncias com ações semelhantes aos hormônios em nosso organismo. Dentre suas funções metabólicas, podemos citar:

      • Redução de processos inflamatórios;
      • Dilatação de vasos sanguíneos;
      • Atividade antioxidante;
      • Atividade imunológica;

      Assim, o óleo de prímula se apresenta como grande aliado no combate aos sintomas indesejados da síndrome pré-menstrual, como a dismenorreia e a mastalgia. Também é eficaz no climatério. Um aporte regular da substância oferece ao organismo elementos construtivos essenciais para o bem-estar da mulher.

      Precauções: gestantes, nutrizes e crianças até seis anos somente devem consumir óleo de prímula sob orientação de profissional habilitado.

      Agnus Castus: O extrato é obtido dos frutos e sementes do Vitex agnus-castus (Agnocasto, Pimenteiro-silvestre, liamba), contendo flavonóides, glicosídeos, terpenoides e óleos essenciais, entre outros. É conhecido por suas ações anti-inflamatória, antimicrobiana, antiandrogênica e progestagênica.

      Seu uso é indicado para o tratamento de transtornos emocionais associados à menopausa (isoladamente ou associado à passiflora e valeriana), síndrome pré-menstrual devido ao hiperestrogenismo, hipermenorreia e polimonorreia com hiperplasia endometrial e insuficiência de hormônio luteinizante (LH) e infertilidade associada à hiperprolactinemia.

      Contra-indicações: pacientes que recebem hormônios sexuais exógenos devem evitar o uso, assim como gestantes ou pacientes com deficiência metabólica de FSH. Em casos de antecedentes de câncer de mama, também se sugere evitar a ingestão.

      Referências:

      EFRAIN OLSZEWER, NATAN LEVY E REGINALDA RUSSO AGUIAR. -Terapia de Modulação Hormonal Bioidêntica (TMHB) – São Paulo : Ed. do Autor, 2009 – (137:140; 147:154)

      BATISTUZZO, J.A.O., ITAYA, M., ETO, Y. Formulário Médico Farmacêutico. 3ª ed, São

      Paulo: Pharmabooks, 2006.

      Alonso, Jorge, Tratado de fitofármacos e nutracêuticos/ Jorge Alonso; [tradução Luciano Prado da Sila, Maria Edith Barbagelata et al.]. – 1. Ed.- São Paulo: AC Farmacêutica, 2016

      Fórmulas com qualidade comprovada pela Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (SINAMM).

      Contate agora mesmo a nossa Equipe Farmacêutica!

      (19) 3447-7000 (Matriz Centro)
      (19) 3421-2112 (Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)


       farmaceuticoresponde@farmaciaproderma.com.br

       contato@farmaciaproderma.com.br

      Importante

      O texto acima foi elaborado com base em estudos científicos, porém salientamos que o conteúdo é apenas de caráter informativo. Antes de adquirir e fazer uso do produto é importante consultar um profissional habilitado (seu médico ou nutricionista) ou os farmacêuticos Proderma. Envie um email ou entre em contato com as nossas lojas pelos telefones (19) 3447-7000 e 3421-2112.

      Share on whatsapp
      WhatsApp
      Share on facebook
      Facebook
      Share on email
      Email
      Proderma

      Desde 1982 criando produtos de qualidade com foco no cliente e rigoroso controle de processos.

      PRODERMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO LTDA

      Curta nossa página

      Atendimento

      Segunda a Sexta-feira:
      das 8:00 as 18:00

      Sábado:
      das 8:00 as 12:00

      Contato

      contato@farmaciaproderma.com.br

       (19) 3447-7000 (Telefone - Matriz Centro)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)

       (19) 3421-2112 (Telefone - Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)

      Localização

      Loja 1 (Matriz): Rua Prudente de Moraes, 917 – Centro – Piracicaba SP / CEP 13400-315

      Responsável Técnico: Helena de Fátima Baptistella De Nápoli – CRF SP 8438

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.201321/2002-41 – AE nº 25001.013346/85

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 8438. Licença VISA Piracicaba nº 0938/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.34608.8

      Alvará de Licença MAPA nº 1415 2009

      CNPJ 50.764.604/0001-82

      Loja 2 (Filial): Avenida Rui Barbosa, 519 – Vila Rezende – Piracicaba SP / CEP 13405-217

      Responsável Técnico João Roberto Baptistella – CRF SP 1.13147-3

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.202644/2002-51 – AE nº 0.09951.3

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 13147. Licença VISA Piracicaba nº 939/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.12772.6

      CNPJ 50.764.604/0002-63

      Enxaqueca

      Enxaqueca

      Muito comum, ela requer uma abordagem que inclua mudança de hábitos, dieta e medicamentos

      A enxaqueca é a décima doença mais incapacitante e atinge cerca de 15% da população mundial. No Brasil, 30 milhões de pessoas lidam com esse problema, que é desencadeado por uma série de fatores como estresse, sobrepeso, má qualidade do sono, jejum prolongado, alimentação inadequada, cheiros forces e clima seco. A estimativa é da Organização Mundial da Saúde (OMS), que alerta que a condição apresenta maior prevalência no sexo feminino. Isso porque, além de causas ambientais e emocionais, a variação hormonal contribui para o aparecimento da doença.

      A enxaqueca geralmente provoca dor intensa em um dos lados da cabeça. Esse sintoma apresenta-se de maneira latejante ou pulsátil e dura de 4 a 72 horas. Durante esse período, o paciente também é acometido por náuseas, vômitos, tonturas e intolerância à luz, barulhos, cheiros e movimentos. A doença diferencia-se de uma dor de cabeça trivial em razão da intensidade. Na enxaqueca, a dor impede o indivíduo de realizar suas atividades rotineiras. Além disso, o quadro costuma piorar com movimentos do corpo ou apenas da cabeça.

      Desde a infância

      A enxaqueca geralmente tem um padrão familiar e ocorre também em crianças e adolescentes. É mais difícil escolher medicamentos profiláticos para enxaqueca na infância. Na prescrição para crianças, o principal cuidado que se deve ter é o de evitar inferências e extrapolações dos escudos disponíveis: se há estudos mostrando que uma determinada medicação, com uma apresentação específica, administrada de uma determinada forma, diminui a frequência das crises de enxaqueca em crianças, o ideal é que a prescrição tente se aproximar o máximo possível das condições do estudo.

      O tratamento da enxaqueca em crianças e adolescentes é predominantemente comportamental e dietético. É mais fácil mudar rotinas de vida e alimentares nas crianças do que nos adultos. Os poucos casos refratários envolvem aspectos emocionais e psicológicos, que respondem bem a abordagens mais direcionadas, como a psicoterapia.

      Os caminhos para o tratamento

      Os pacientes tendem a se beneficiar da adoção de uma rotina de sono regular, prática de atividades físicas, hidratação e alimentação balanceada. Também é importante restringir o consumo de alimentos que desencadeiem a enxaqueca. Os mais comuns são queijo, chocolate, café e itens industrializados. O tratamento da dor costuma ser feito com analgésicos e anti-inflamatórios comuns, que devem ser usados com cautela, já que podem cronificar os episódios em pacientes com maior frequência de eventos dolorosos.

      Entre as queixas mais frequentes apresentadas pelos pacientes estão as náuseas. Para o combate desse sintoma, os antieméticos são bons aliados, principalmente para adolescentes. Devido a seus efeitos colaterais sobre o sistema digestório, a substância pode ser administrada por outras vias, que não a oral, como intramuscular, endovenosa e retal. Outra possibilidade é a administração transdérmica. Além de prevenir a irritação gástrica, essa opção evita o efeito da primeira passagem hepática. No caso das crianças mais novas, a administração de antieméticos geralmente é feita em ambiente hospitalar. Quando a criança apresenta náuseas que impossibilitam o uso de via oral, é de praxe que ela seja internada para receber medicação, sobretudo pela fragilidade de seu organismo, em que a desidratação e os distúrbios hidroeletrolíticos ocorrem de forma mais rápida e mais grave.

      O que causa a enxaqueca?

      As causas da doença ainda não foram completamente esclarecidas. O que se sabe é que ela está relacionada a alterações no cérebro e possui componente hereditário. O processo doloroso inicia-se quando as células nervosas, já em estado de grande excitação, respondem a algum gatilho, que é frequentemente externo. A partir daí, o organismo envia impulsos para os vasos sanguíneos, o que leva à constrição, que é seguida de uma dilatação e liberação de substâncias que contribuem para o aparecimento da dor.

      Conheça os principais gatilhos

      Estresse: é um dos fatores mais fortes que desencadeiam as dores. Técnicas de relaxamento, meditação e ioga são recomendáveis para combater o problema.

      Alterações hormonais: no caso das meninas, o período menstrual e o uso de pílulas anticoncepcionais são considerados gatilhos da enxaqueca.

      Jejum prolongado: ficar longos períodos sem comer altera o funcionamento do organismo como um todo e pode aumentar a possibilidade de crises.

      Sono de má qualidade: dormir em excesso ou passar noites em claro também são fatores envolvidos nas crises de enxaqueca.

      Estímulos externos: pacientes relatam que alterações bruscas no clima, luminosidade ou odores fortes estão relacionados a crises dolorosas.

      Venha até uma loja Proderma e conheça opções fitoterápicas para a enxaqueca, nossos farmacêuticos estão à disposição para ajudá-lo de segunda à sexta, das 8h às 18h, e aos sábados das 8h ao meio dia.

      Texto original: Revista Anfarmag nº112

      Fórmulas com qualidade comprovada pela Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (SINAMM).

      Contate agora mesmo a nossa Equipe Farmacêutica!

      (19) 3447-7000 (Matriz Centro)
      (19) 3421-2112 (Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)


       farmaceuticoresponde@farmaciaproderma.com.br

       contato@farmaciaproderma.com.br

      Importante

      O texto acima foi elaborado com base em estudos científicos, porém salientamos que o conteúdo é apenas de caráter informativo. Antes de adquirir e fazer uso do produto é importante consultar um profissional habilitado (seu médico ou nutricionista) ou os farmacêuticos Proderma. Envie um email ou entre em contato com as nossas lojas pelos telefones (19) 3447-7000 e 3421-2112.

      Share on whatsapp
      WhatsApp
      Share on facebook
      Facebook
      Share on email
      Email
      Proderma

      Desde 1982 criando produtos de qualidade com foco no cliente e rigoroso controle de processos.

      PRODERMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO LTDA

      Curta nossa página

      Atendimento

      Segunda a Sexta-feira:
      das 8:00 as 18:00

      Sábado:
      das 8:00 as 12:00

      Contato

      contato@farmaciaproderma.com.br

       (19) 3447-7000 (Telefone - Matriz Centro)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)

       (19) 3421-2112 (Telefone - Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)

      Localização

      Loja 1 (Matriz): Rua Prudente de Moraes, 917 – Centro – Piracicaba SP / CEP 13400-315

      Responsável Técnico: Helena de Fátima Baptistella De Nápoli – CRF SP 8438

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.201321/2002-41 – AE nº 25001.013346/85

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 8438. Licença VISA Piracicaba nº 0938/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.34608.8

      Alvará de Licença MAPA nº 1415 2009

      CNPJ 50.764.604/0001-82

      Loja 2 (Filial): Avenida Rui Barbosa, 519 – Vila Rezende – Piracicaba SP / CEP 13405-217

      Responsável Técnico João Roberto Baptistella – CRF SP 1.13147-3

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.202644/2002-51 – AE nº 0.09951.3

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 13147. Licença VISA Piracicaba nº 939/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.12772.6

      CNPJ 50.764.604/0002-63

      Marcas que chegam com o tempo

      Marcas que chegam com o tempo

      Na terceira idade, organismo sofre alterações que afetam a percepção e a duração da dor, exigindo cuidado especial.

      Com o envelhecimento, o mecanismo cerebral que inibe a dor provoca dois efeitos específicos da idade: ao se chocar, queimar-se ou cair, a percepção da dor leva mais tempo para chegar ao cérebro do idoso, que corre o risco de se expor ao perigo por mais tempo. Outro ponto é que, nessa faixa etária, o cérebro não consegue inibir o impulso de dor de forma eficiente, e ela é sentida de forma mais intensa.

      As origens das dores próprias da idade são basicamente musculoesqueléticas e neurológicas, como explica o neurocirurgião do Centro Especializado em Coluna e Dor, Adriano Scaff. “Não podemos descartar também os fatores psicológicos que agem sobre as dores. Uma pesquisa feita na Escócia mostrou a correlação entre depressão e dor crônica. A dor deprime e a depressão intensifica dor”, afirma.

      Farmácia magistral e suas vantagens

      Nesses casos, a atuação da farmácia de manipulação é essencial, como aponta o farmacêutico de São Paulo, Natan Levy. “Esse individuo é polipatológico e toma várias medicações. A associação numa única formulação contendo tudo que é necessário para esse paciente evita que ele se esqueça de tomar um ou outro medicamento, e o médico tem a garantia de que o paciente está seguindo a prescrição. Outra vantagem é a adequação de dose, considerando peso, gênero e necessidades específicas”, explica.

      Entre as substâncias indicadas, estão analgésicos, antiinflamatórios, antigotosos, antinevrálgicos, vitaminas, sulfato de glucosamina, colágeno, entre outros com potencial de melhorar a imunidade e a recuperação do sistema musculoesquelético.

      Levy lembra que há, ainda, as patologias raras que causam dor. A manipulação dispõe de medicamentos exclusivos para o tratamento de doenças e síndromes raras, como sulfato de quinino e a pilocarpina para doenças reumáticas, a síndrome de Sjogren e as úlceras neuropáticas, que são tratadas com cremes com nifedipina.

      Vitaminas do Complexo B

      A vitamina B12 é uma importante aliada na manutenção do sistema nervoso, de acordo com o Departamento de Fisiologia, Anatomia e Genética da Universidade de Oxford. A instituição realizou recentemente um estudo cujos resultados apontaram que os idosos que fizeram uso de suplementação de vitamina B6 (piridoxina), B12 (cianocobalamina) e ácido fólico apresentaram um encolhimento cerebral menor ao longo do período do estudo, que durou dois anos.

      Segundo a pesquisa, a suplementação contribui para a regeneração muscular e mantém as reservas de energia, já que interfere no processo de síntese de creatina, proteína fundamental para que o nível de massa muscular se mantenha adequado. “A vitamina B12 auxilia na proteção dos nervos e na produção de neurotransmissores. Na terceira idade, quando a absorção das paredes do estômago pode estar reduzida, muitas vezes, é indicada a complementação”, afirma o neurocirurgião Adriano Scaff. O farmacêutico magistral Natan Levy corrobora: “As vitaminas do complexo B atuam nos músculos, facilitando todo o movimento do idoso. As doses de suplementos devem ser diárias, sempre com acompanhamento médico”.

      Artigo original: Revista Anfarmag Ed. 109, página 34.

      Fórmulas com qualidade comprovada pela Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (SINAMM).

      Contate agora mesmo a nossa Equipe Farmacêutica!

      (19) 3447-7000 (Matriz Centro)
      (19) 3421-2112 (Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)


       farmaceuticoresponde@farmaciaproderma.com.br

       contato@farmaciaproderma.com.br

      Importante

      O texto acima foi elaborado com base em estudos científicos, porém salientamos que o conteúdo é apenas de caráter informativo. Antes de adquirir e fazer uso do produto é importante consultar um profissional habilitado (seu médico ou nutricionista) ou os farmacêuticos Proderma. Envie um email ou entre em contato com as nossas lojas pelos telefones (19) 3447-7000 e 3421-2112.

      Share on whatsapp
      WhatsApp
      Share on facebook
      Facebook
      Share on email
      Email
      Proderma

      Desde 1982 criando produtos de qualidade com foco no cliente e rigoroso controle de processos.

      PRODERMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO LTDA

      Curta nossa página

      Atendimento

      Segunda a Sexta-feira:
      das 8:00 as 18:00

      Sábado:
      das 8:00 as 12:00

      Contato

      contato@farmaciaproderma.com.br

       (19) 3447-7000 (Telefone - Matriz Centro)
       (19) 99811-7176 (Whatsapp - Matriz Centro)

       (19) 3421-2112 (Telefone - Filial Vila Rezende)
       (19) 99811-3752 (Whatsapp - Filial Vila Rezende)

      Localização

      Loja 1 (Matriz): Rua Prudente de Moraes, 917 – Centro – Piracicaba SP / CEP 13400-315

      Responsável Técnico: Helena de Fátima Baptistella De Nápoli – CRF SP 8438

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.201321/2002-41 – AE nº 25001.013346/85

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 8438. Licença VISA Piracicaba nº 0938/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.34608.8

      Alvará de Licença MAPA nº 1415 2009

      CNPJ 50.764.604/0001-82

      Loja 2 (Filial): Avenida Rui Barbosa, 519 – Vila Rezende – Piracicaba SP / CEP 13405-217

      Responsável Técnico João Roberto Baptistella – CRF SP 1.13147-3

      Autorização ANVISA: AFE nº 25351.202644/2002-51 – AE nº 0.09951.3

      Certidão de Regularidade: CRF/SP nº 13147. Licença VISA Piracicaba nº 939/2002

      CEVS nº 353870901-477-000085-1-6 AFE Autoriz/MS nº 0.09951.3 AE Autoriz/MS nº 1.12772.6

      CNPJ 50.764.604/0002-63