fbpx
3447-7000 / 3421-2112 contato@farmaciaproderma.com.br
Conheça a Terapia da Modulação Hormonal Bioidêntica

Conheça a Terapia da Modulação Hormonal Bioidêntica

Os hormônios são substâncias produzidas naturalmente pelo organismo, através do sistema endócrino ou por neurônios altamente especializados. Os hormônios servem para regular funções específicas dentro do nosso corpo. Por terem uma finalidade tão importante, muitas pessoas precisam realizar uma reposição caso não estejam com a produção hormonal regulada, para que sua saúde não seja prejudicada. Conheça a terapia da modulação hormonal bioidêntica.   

O que são hormônios bioidênticos? 

Os hormônios bioidênticos são hormônios artificiais que possuem a mesma estrutura dos hormônios naturais, portanto agem de maneira fisiológica idêntica. São obtidos através da engenharia genética e são manipulados especialmente para atender às necessidades dos pacientes. 

Terapia da Modulação Hormonal Bioidêntica 

A terapia da modulação hormonal bioidêntica é um método utilizado para traçar o perfil hormonal dos pacientes e encontrar as defasagens decorrentes do declínio da produção hormonal, que pode acarretar em uma série de problemas fisiológicos. 

Foi desenvolvida para reequilibrar os níveis hormonais em homens e mulheres e evitar que a renovação celular entre em  um nível acentuado de diminuição, abrindo espaço para diversas condições e doenças relacionadas ao envelhecimento, como por exemplo, a perda muscular, sintomas relacionados à depressão, desinteresse sexual e problemas relacionados à memória e saúde do sono. 

Conheça os principais benefícios da terapia da modulação hormonal bioidêntica 

  1. Fortalece o sistema cardiovascular e suas funções, protegendo o coração;
  2. Promove melhora no sistema imunológico, evitando o aparecimento de doenças que se aproveitam da baixa imunidade para se estabelecer;
  3. Beneficia o emagrecimento saudável e a reposição muscular;
  4. Combate a queda da libido, auxiliando nas questões relacionadas ao bem-estar sexual;
  5. Auxilia no tratamento das flutuações do humor;
  6. Alivia sintomas do estresse crônico e insônia;
  7. Ajuda na prevenção de condições e patologias ligadas ao envelhecimento, como a osteoporose ou ainda, o Alzheimer e o Mal de Parkinson;
  8. Nas mulheres, ajuda a diminuir os impactos da menopausa. 

É válido reforçar que o tratamento deve ser indicado através de um médico, que irá solicitar a realização de exames e analisar quais as condições do paciente e que características o tratamento precisa cobrir. 

Entenda a relação entre o Cortisol e o estresse

Entenda a relação entre o Cortisol e o estresse

O estresse é uma resposta fisiológica e natural do organismo, que quando acentuado e recorrente, pode se tornar um incômodo crônico e  nocivo. O hormônio cortisol está diretamente relacionado ao estresse, sendo inclusive chamado de “hormônio do estresse”. Entenda melhor essa relação a seguir e como melhorar os sintomas do estresse. 

O que é cortisol?  

O cortisol é um hormônio produzido pelas glândulas suprarrenais, que é liberado na corrente sanguínea quando o organismo passa por algumas situações de tensão, sendo uma resposta natural do corpo. Em grandes quantidades, ele pode se tornar prejudicial para a saúde. 

O cortisol, em quantidades reguladas, é importante para auxiliar no controle da pressão arterial, diminuir os níveis de açúcar no sangue e regular o humor. Auxilia também no fortalecimento da imunidade  ; melhora a resistência à dor e auxilia no fortalecimento da musculatura do coração. 

Cortisol em níveis elevados 

Em níveis elevados, o cortisol pode desencadear uma série de problemas de saúde, entre eles, o agravamento de crises de estresse, ansiedade e depressão, problemas de concentração e memória, insônia, problemas digestivos e aumento da pressão arterial. Além disso, o cortisol em excesso pode gerar no organismo a vontade exagerada por consumir doces. 

Como regular os níveis de cortisol? 

Para regular as taxas de cortisol no organismo, pode ser necessário o uso de medicamentos indicados por um médico, que irá avaliar o caso do paciente e orientar o melhor tratamento. É possível também, regular os níveis de maneira natural, com a prática regular de exercícios físicos, a adoção de uma dieta equilibrada e a suplementação com vitamina C.

Além disso, é possível regular os níveis do hormônio tratando o estresse de maneira mais direta, com atividades e terapias que trabalham com a ansiedade e os sentimentos de nervosismo. 

6 dicas ayurvédicas para cuidar de sua saúde mental

6 dicas ayurvédicas para cuidar de sua saúde mental

A saúde mental é um tema muito debatido e explorado atualmente, por sua extrema importância para o bem-estar físico e mental das pessoas. Com essa maior abertura para o debate das questões relacionadas à essa área, muito tem se falado em práticas alternativas, como é o caso da Medicina Ayurvédica. 

O que é Ayurveda? 

Ayurveda, ou Medicina Ayurvédica, é uma terapia com origens milenares, surgida na Índia. Sua prática é focada no equilíbrio da mente e do corpo, buscando uma vida sempre saudável e longeva, sempre guiado pela busca do autoconhecimento e da autocura. 

Os termos Ayu (vida) e veda (conhecimento) traduzem exatamente o que a terapia tem como proposta. 

A Visão Ayurvédica da Mente

De acordo com a Ayurveda, um indivíduo precisa ter mente, corpo e espírito alinhados para ser considerado saudável. A saúde mental e a saúde espiritual andam de mãos dadas de acordo com os ensinamentos do Ayurveda. Sattavajaya, que consta nos antigos manuscritos desta filosofia, pode ser traduzido livremente para significar o conceito ocidental de psicoterapia. 

A psicoterapia ayurvédica combina  antigos conhecimentos dos elementos primordiais e a descoberta do eu autêntico em um nível mais profundo. Para o Ayurveda, tornar-se consciente das leis da natureza e integrar o eu com o universo maior é um passo crucial na jornada para garantir que a mente esteja calma e resiliente.

O Ayurveda nos ensina a redescobrir o conhecimento crítico e a consciência sobre as forças e ritmos da natureza que reforçam nossa experiência humana. É importante compreender a psique e sintonizar-se com nossas experiências internas por meio da atenção plena todos os dias.

No Ayurveda, doenças mentais como a depressão e ansiedade não são estigmatizadas, mas categorizadas por seus atributos para fornecer opções de tratamento distintas.

6 Dicas Ayurvédicas para a sua saúde mental 

  1. Pranayama

A prática diligente de pranayama (técnicas de respiração) que se concentra em limpar a cavidade torácica por meio de várias respirações profundas. Pode ser adotada como prática diária, que irá garantir que o corpo esteja calmo, relaxado e concentrado. 

  1. Meditação

A meditação é uma técnica de cura milenar para a instabilidade mental. Ela conecta o cérebro para que a mente se torne mais presente e consciente. Estudos sobre práticas de meditação mostraram que os meditadores são mais propensos a superar a ansiedade e lidar com a depressão de maneira mais assertiva, além de também possibilitar a construção de melhores relacionamentos e conexões profundas com outras pessoas.

  1. Uma Dieta Sattvica Equilibrada

Uma dieta equilibrada e sátvica não é importante apenas para fortalecer o sistema imunológico do corpo, mas também para tornar a mente mais resiliente. Os alimentos sátvicos incluem aqueles que são fáceis de digerir como frutas e vegetais, grãos integrais e lentilhas, sem alimentos processados ​​ou junk food, e evitando açúcar branco, farinha branca, etc.

  1. Serviço Altruísta (Seva)

Seva ou voluntariado ajuda a aumentar o aspecto de bem-estar do seu ser e, assim, ajuda a construir sua autoestima. Não só ajuda a reduzir o estresse, mas também trabalha o  senso de comunidade e sentimento de pertencimento, essenciais para que o cérebro humano possa se sentir seguro e protegido.

  1. Práticas Positivas (Sadvritta)

O Ayurveda enfatiza a prática e a regularidade em todas as suas prescrições. A chave é fazer pequenas mudanças diariamente para que o corpo se acostume com esses novos padrões. Assim como nosso corpo está acostumado a padrões antigos, ele precisa de tempo para se ajustar a novos padrões. É precisamente por isso que sadvritta ou práticas positivas são tão cruciais para estabelecer o bem-estar mental ideal.

A auto-indagação, a paciência consigo mesmo, o estabelecimento de uma rotina saudável, o movimento corporal regular na forma de exercício e o estresse mental regulado a partir da meditação ensinam ao corpo e à mente a lidar com o estresse sistêmico – nutrindo assim a resiliência.

Outras práticas positivas incluem cultivar hobbies, explorar a criatividade de diferentes formas, praticar a gratidão.

  1. Envolvendo os Sentidos (Aahaar)

Aahaar refere-se a qualquer coisa relacionada aos sentidos: olfato, tato, visão, som, paladar e seu dhriti, a capacidade de discernir entre o certo e o errado. Segundo essa visão, tudo o que consumimos tem impactos em nossas mentes e em nossa saúde mental: sejam os conteúdos absorvidos pela televisão ou internet, livros, conversas, nossos relacionamentos interpessoais. Portanto, a maneira como lidamos com eles precisam ser saudáveis. 

*Nota: As informações contidas no texto acima tem caráter informativo e educacional, portanto, não substituem aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Sempre procure o conselho de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter em relação a uma condição médica e antes de iniciar qualquer dieta, suplemento, condicionamento físico ou outros programas de saúde.

Desodorante e câncer estão relacionados?

Desodorante e câncer estão relacionados?

Você já deve ter lido ou escutado a respeito da relação entre o uso de desodorante e o surgimento de câncer. Apesar de a informação não ser verdadeira, foi reproduzida por muito tempo e ainda hoje causa muita confusão. Confira a seguir mais informações sobre o mito e quais são as verdades a respeito do uso de desodorante e a saúde. 

Origem do mito

O mito de que o desodorante causa câncer tem circulado há tempos através de e-mails, sites e mesmo em jornais. A história varia de fonte para fonte, mas contém alguns ou todos os seguintes elementos:

  • Antitranspirantes contendo alumínio impedem que as toxinas sejam expelidas pelo corpo. Essas toxinas entopem os gânglios linfáticos ao redor das axilas e seios e causam câncer.
  • O alumínio dos desodorantes é absorvido pela pele. Afeta a barreira hematoencefálica e tem sido associada com o aparecimento da doença de Alzheimer.
  • O risco é maior para mulheres que aplicam desodorante após a depilação. Isso ocorre porque os pequenos cortes na pele aumentam a absorção de alumínio e outros produtos químicos.

Evidência atual

O Jornal do Instituto Nacional do Câncer (EUA) publicou um estudo em 2002 explorando a relação entre câncer de mama e antitranspirantes ou desodorantes em 1.606 mulheres. As descobertas não mostram um risco aumentado de câncer entre usuários de desodorantes ou antitranspirantes, ou entre mulheres que se depilaram antes de usar desodorantes ou antitranspirantes.

Outro pequeno estudo caso-controle, em 2006, descobriu que 82% dos controles (mulheres sem câncer de mama) e 52% dos casos (mulheres com câncer de mama) usaram antitranspirantes, indicando que o uso do produto nas axilas pode proteger contra o câncer de mama.

Embora o estudo seja muito pequeno para fazer tal afirmação, certamente não apoia a afirmação de que “antitranspirantes causem câncer”.

Além disso, os antitranspirantes funcionam por sais de alumínio bloqueando as glândulas sudoríparas, não os linfonodos.

Embora os linfonodos removem toxinas, eles não as removem pela transpiração. A maioria das substâncias cancerígenas são removidas pelo fígado ou rins e excretadas. Também é pertinente observar que o câncer de mama começa na mama e se espalha para os linfonodos, e não o contrário.

Estudos mostram que não há relação entre o uso de antitranspirantes e a doença de Alzheimer. Os seres humanos estão expostos ao alumínio de alimentos, embalagens, panelas, água, ar e medicamentos. Do alumínio ao qual estamos expostos, apenas quantidades mínimas são absorvidas, e estas geralmente são excretadas ou armazenadas inofensivamente nos ossos. A qualquer momento que se analise, o corpo humano médio contém muito menos alumínio do que um comprimido antiácido. A Sociedade do Alzheimer (EUA) afirma que a ligação entre o alumínio ambiental e a doença de Alzheimer parecem cada vez mais improváveis.

Organizações de renome ​como o Instituto Nacional Americano de Câncer (EUA), Estudos do Câncer do Reino Unido, a Sociedade Americana do Câncer e a maioria das outras grandes autoridades sugerem que a ligação entre o uso de desodorantes ou de antitranspirantes e o câncer de mama não é confirmado, ou simplesmente um mito.

É impossível ignorar ao pesquisar esta questão que a grande maioria das pesquisas articulam a possível relação entre cosméticos nas axilas e câncer de mama venham de um único grupo de pesquisa. E parece que apesar de não existirem evidências suficientes para sustentar essa relação, sua busca por provar essa teoria persiste.

Conclusão

Não há evidências suficientes para apoiar o mito de que aplicar desodorantes ou antitranspirantes após a depilação aumentará o risco de câncer, como demonstrado pelo estudo de 2002 mencionado acima. A Sociedade Americana do Câncer (ACS) afirma que o principal risco relacionado ao uso desses produtos é que eles podem causar irritação na pele se um micro corte ou corte de lâmina estiver infectado.

Conheça a linha de Antitranspirantes Proderma, pensados para o controle da transpiração e do odor, com segurança, eficiência e praticidade.

 

Referências

  1. Allam, M. Breast caner and deodorants/antiperspirants: a systematice review. Central European Journal of Public Health. 2016;24(3), 245-27.
  2. Mirick DK, Davis S, Thomas DB. Antiperspirant use and the risk of breast cancer. J Natl Cancer Inst. 2002 Oct 16;94(20):1578-80.
  3. Fakri S, Al-Azzawi A, Al-Tawil N. Antiperspirant use as a risk factor for breast cancer in Iraq. East Mediterr Health J. 2006 May-Jul;12(3-4):478-82.
  4. Darbre PD. Aluminium, antiperspirants and breast cancer. J Inorg Biochem. 2005 Sep;99(9):1912-9.
  5. Exley C. Does antiperspirant use increase the risk of aluminium-related disease, including Alzheimer’s disease? Mol Med Today. 1998 Mar;4(3):107-9.
  6. Dementia Australia. Aluminium and Alzheimer’s Disease. 2008. Available from:  https://www.dementia.org.au/files/helpsheets/Helpsheet-DementiaQandA19-Aluminium_english.pdf
  7. https://www.cancerwa.asn.au/resources/2015-07-14-deodorants-and-cancer-myth-fact-sheet-v2.pdf
Qualidade Proderma

Qualidade Proderma

A Proderma Farmácia de Manipulação foi fundada em 1982, através da união de dois farmacêuticos e um engenheiro agrônomo, que apostaram no desenvolvimento de produtos manipulados e medicamentos personalizados com qualidade. Na época, existiam apenas 12 farmácias especializadas em manipulação no estado de São Paulo. Em 1986, uma das diretoras da Proderma contribuiu para a fundação da ANFARMAG (Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais), atestando ainda mais a qualidade e o cuidado com os processos de nossa empresa. 

Pouco a pouco, a farmácia tornou-se referência na cidade de Piracicaba e região, se consolidando em um mercado exigente e rigoroso. Todas essas conquistas se devem ao trabalho cuidadoso pautado em nosso conjunto de visão, valores e ética, que norteia todos os processos da Proderma. 

Conheça um pouco mais a respeito desses pilares a seguir: 

Missão

A nossa missão é oferecer produtos e serviços inovadores de maneira individualizada e exclusiva, proporcionando saúde e bem-estar aos seus clientes, priorizando valores humanos, ética e compromisso social.

Visão

A Proderma quer ser reconhecida como farmácia de alto nível de qualidade, com atenção farmacêutica especializada e primoroso sistema operacional.

Valores

Os valores Proderma são baseados nos seguintes valores: 

– Comprometimento com a Qualidade;

– Solidez e Seriedade;

– Hospitalidade e Integridade nas Relações;

– Respeito com Colaboradores e Clientes;

– Responsabilidade Socioambiental;

– Ética. 

A qualidade Proderma é resultado de todo o cuidado e políticas que regem nosso trabalho. Sempre buscamos aprimorar nossas técnicas, instalações, equipamentos e infraestrutura. Buscamos capacitar nossos colaboradores, sendo que cursos, treinamentos e reciclagens fazem parte de nossa rotina. 

Todos os nossos processos são visados com o objetivo de oferecer o melhor serviço. A escolha de nossos fornecedores é feita com seriedade para honrarmos o compromisso de nossas formulações. 

Somos associados à  ANFARMAG, que representa farmacêuticos e farmácias magistrais, que trabalha para defender os interesses do setor magistral e, sobretudo, da saúde pública do Brasil, garantindo o exercício da atividade de seus profissionais. 

A Proderma segue também os critérios estabelecidos pelo SINAMM (Sistema Nacional de Aperfeiçoamento e Monitoramento Magistral), programa que atesta a qualidade apenas das farmácias que cumprem requisitos como treinamentos (contínuos e obrigatórios) e auditorias (internas e externas).

Acreditamos no nosso trabalho e assumimos o comprometimento de ter qualidade em todos os nossos processos. 

Saiba mais sobre a Proderma clicando aqui

Não deixe de nos consultar para saber mais sobre nossas formulações e fazer o seu orçamento. 

A importância da associação da vitamina K2 à suplementação de vitamina D e Cálcio

A importância da associação da vitamina K2 à suplementação de vitamina D e Cálcio

As vitaminas são compostos orgânicos importantes para a manutenção do organismo, atuando diretamente em nossa saúde. Você sabia que as vitaminas K2, D e Cálcio trabalham juntas? Entenda a importância da suplementação conjunta dessas vitaminas. 

Uso combinado de vitaminas

Por atuarem de forma conjunta em nosso organismo, a suplementação de compostos vitamínicominerais é uma estratégia muito interessante para potencializar os seus efeitos. Esse é o caso das vitaminas K2, D e do Cálcio.

Vitamina K2

A vitamina K2 tem como principal função ativar proteínas importantes para o metabolismo ósseo e cardiovascular, atuando ainda para garantir o equilíbrio em processos de coagulação do sangue. Essa vitamina tem importante papel também nas ações da vitamina D e, por consequência, do cálcio. 

Vitamina D 

Já a vitamina D age melhorando a imunidade, por promover o recrutamento de macrófagos e de outras células de defesa imunológica. Além disso, regula a fisiologia osteomineral por meio do controle da absorção e da reabsorção dos íons de cálcio, assegurando assim, a concentração adequada de cálcio no sangue e nos órgãos.

Cálcio

O cálcio é um mineral essencial para diversas funções fisiológicas importantes, sendo as mais conhecidas a manutenção da estrutura óssea, funções musculares e coagulação sanguínea. Ainda ajuda na qualidade do sono e em outros processos cerebrais.

Agora que você já sabe quais as principais funções desses nutrientes no organismo, fica fácil de entender por que a suplementação conjunta é extremamente benéfica para nosso sistema musculoesquelético.

Confira algumas opções para a suplementação desses nutrientes em nosso e-commerce:

Cálcio de Ostras 1000mg e Vitamina D3 400UI 60Cps

Vitamina D3 10.000UI 30 cápsulas

Vitamina D3 1000 UI 60 cápsulas 

Vitamina D3 1000 UI/gota 20ml

Vitamina D3 200 UI/gota 20ml

Vitamina D3 50.000 UI 12 Cáps.

Vitamina D3 7000 UI 12 Cáps.

Pantotenato de Cálcio e Associações 60 cápsulas

Puris Cálcio de ostras + Vit D + Magnésio + Zinco 700mg 60caps

Vitamina K2 100mcg 60 VCaps®

Lembre-se sempre de consultar um profissional de saúde legalmente habilitado para te aconselhar na suplementação de quaisquer vitaminas e/ou minerais. Se precisar de uma fórmula personalizada para você, é só entrar em contato conosco através do site, e-mail, telefone ou WhatsApp.

Gostou desse conteúdo? Acesse outras dicas e informações em nosso blog.