fbpx
3447-7000 / 3421-2112 contato@farmaciaproderma.com.br
Quais vitaminas fazem falta no seu dia a dia?

Quais vitaminas fazem falta no seu dia a dia?

Nosso organismo depende de inúmeros nutrientes para desempenhar as diversas funções que exercemos diariamente. As vitaminas, por exemplo, proporcionam a manutenção da saúde, prevenindo doenças, garantindo o bom funcionamento dos órgãos e regulando as interações celulares. Para te ajudar a entender sua importância, separamos os benefícios, peculiaridades e a importância de vitaminas que devem ser ingeridas diariamente. Confira!

O que são vitaminas?

Vitaminas são moléculas orgânicas que funcionam em uma grande variedade de processos dentro do organismo. Agem, normalmente, como antioxidantes e/ou como cofatores para as reações enzimáticas. A característica distinguível das vitaminas é que elas geralmente não podem ser sintetizadas pelas células de mamíferos e, portanto, devem ser obtidas através da dieta.

As vitaminas são tanto solúveis em gordura como em água. As solúveis em gordura (lipossolúveis) são as vitaminas A, D, E e K. Essas vitaminas se acumulam dentro da gordura armazenada no organismo e dentro do fígado.

As vitaminas solúveis em água incluem a vitamina C e as vitaminas B, ambas armazenadas no fígado.

A carência de vitaminas no organismo, chamada hipovitaminose ou avitaminose, é responsável pelo surgimento de doenças graves. Uma alimentação balanceada, acompanhada de supervisão médica e suplementações direcionadas são algumas das medidas a se tomar para evitar essas condições indesejadas.

A classificação das vitaminas é feita apenas por sua solubilidade e não pelas funções que exercem. Cada uma é responsável por uma ou mais funções específicas, independentemente do grupo a que pertencem. As principais vitaminas são: A, B, C, D, E e K.

Vitamina A

A vitamina A é a mais estudada das vitaminas, já que sua deficiência prolongada causa uma grave doença carencial, a hipovitaminose A. Se não tratada a tempo, a hipovitaminose A acarreta uma síndrome ocular, a xeroftalmia, a qual poderá conduzir a um quadro de cegueira irreversível.

A vitamina A pode ser encontrada em fontes animais como fígado, manteiga, queijo, leite integral, gema de ovo e peixe; e em fontes vegetais, como manga, mamão, caju, goiaba vermelha e cenoura.

Vitamina B

Estas vitaminas são essenciais para a decomposição química de carboidratos em glicose, fornecendo energia para o organismo; para a decomposição química das gorduras e proteínas, ajudando no funcionamento normal do sistema nervoso; e para o tônus muscular no estômago e no trato intestinal; além de serem benéficas para a pele, cabelos, olhos, boca e fígado.

Vitamina C

Uma das mais conhecidas, a vitamina C é de vital importância para nosso organismo, estando envolvida na produção de colágeno, absorção de ferro e melhora do sistema imune.

Vitamina D

A vitamina D regula a absorção de cálcio e fósforo, ajudando a fortalecer o cérebro, os músculos, os ossos e os dentes.  Diferente das outras vitaminas já citadas, a D não pode ser adquirida através de alimentos. Isso porque ela é produzida através da exposição solar; 10 a 15 minutos são suficientes para a sua produção, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia. Em caso de deficiência, ela pode ser suplementada com supervisão médica.

Vitamina E

 A vitamina E costuma ajudar a combater os radicais livres, o envelhecimento precoce e melhorar a aparência da pele e dos cabelos. A sua deficiência pode causar anemia hemolítica e afetar o desenvolvimento do sistema nervoso central, principalmente em recém-nascidos pré-termo. É encontrada em alimentos como amêndoas, nozes, avelã, azeite de oliva e amendoim. 

Vitamina K

A Vitamina K é necessária para a síntese das proteínas que ajudam a controlar o sangramento (fatores de coagulação) e, por isso, para a coagulação normal do sangue. Ela também é necessária para a saúde dos ossos e outros tecidos.

Boas fontes de vitamina K incluem verduras de folhas verdes (como couve-galega, espinafre e couve-de-folhas) e óleo de soja e de canola.

A vitamina K apresenta-se sob duas formas:

Filoquinona: ocorre em plantas e é atóxica. É melhor absorvida quando consumida juntamente com gordura.

Menaquinona (ou Vitamina K2): produzida em pequenas quantidades por bactérias intestinais. Em alguns países, como no Brasil, a menaquinona é usada para suplementação.

Essas são apenas algumas vitaminas essenciais para fortalecer a sua saúde no dia a dia. Para saber se elas estão em falta no seu organismo, vale a pena fazer exames de rotina e entender a necessidade de suplementação com um médico de confiança. Caso precise desenvolver produtos manipulados em alguma dessas etapas, entre em contato com a Proderma. Será um prazer atendê-lo(a)!

Leia também: O uso da papaína na cicatrização de feridas

Quer acompanhar nossas novidades de perto? Não deixe de acompanhar a Proderma no Instagram e no Facebook.

5 dicas para emagrecer com saúde

5 dicas para emagrecer com saúde

Emagrecer com saúde é possível! Para colocar em ação, é preciso compreender que a perda de peso pode ser feita através da combinação de uma alimentação equilibrada, exercícios balanceados e hábitos saudáveis.

Para ajudar nesse processo, separamos 5 dicas que podem mudar a sua relação com a perda de peso e, é claro, transformar a sua relação com o seu corpo para o resto da sua vida. Acompanhe!

Comece por uma boa alimentação

Além de uma alimentação equilibrada, vale a pena reforçar o consumo de folhas verdes. Elas contém nutrientes como ferro, cálcio, potássio e vitamina A e antioxidantes, e melhoram o trânsito intestinal trazendo inúmeros benefícios para a sua saúde.

Os grãos também são indicados para melhorar o intestino e reduzir peso. Isso porque são ricos em nutrientes como cálcio, cromo, magnésio e proteínas vegetais. Eles também promovem uma maior sensação de saciedade, ajudando na perda de peso. 

Durma melhor

Durante o sono, o organismo restaura os tecidos, promove o crescimento muscular e faz a síntese de proteínas. Por isso, dormir a quantidade adequada de horas por noite costuma ser essencial para regular o metabolismo e manter a mente e o corpo mais saudáveis.

Pratique exercícios físicos

Exercícios físicos são essenciais para emagrecer com saúde; além disso, eles melhoram a qualidade do sono, o desempenho cognitivo, reduzem dores e estresse e aumentam a sensação de bem-estar. As vantagens são inúmeras, não é mesmo?! Por isso, desligue a televisão e exercite-se.

Reduza o açúcar

Reforce o consumo de frutas e legumes e reduza alimentos com açúcares refinados. Eles aumentam a produção de insulina e geram um maior depósito de gordura no corpo. Além disso, sua ingestão em excesso aumenta o risco de desenvolvimento de doenças como a diabetes, o colesterol e a hipertensão.

Evite restrições totais

Para emagrecer com saúde, o ideal é fazer uma mudança de hábitos que proporcionem mais saúde. Nesse processo, nenhum alimento é proibido, as restrições não devem ser totais e é importante manter uma alimentação balanceada.

E o mais, importante, é claro: nunca se esqueça de buscar orientação profissional.

Colocando essas dicas em prática, é possível garantir um processo de emagrecimento mais saudável e equilibrado. Invista nisso!

Leia também: Gerenciamento de peso: conheça a prática e estratégias para otimizá-lo!  

Quer acompanhar nossas novidades de perto? Não deixe de acompanhar a Proderma no Instagram e no Facebook.

Relação entre Ômega-3 e depressão

Relação entre Ômega-3 e depressão

Muito se fala sobre o Ômega-3 e a sua importância para a saúde. Isso porque essa substância garante o bom funcionamento do sistema imune, diminui o colesterol e triglicerídeos e aumenta a capacidade de aprendizagem e a memória.

Mas você sabia que ela também pode ajudar a combater a depressão? Sim! Um bom equilíbrio entre Ômega-6 e Ômega-3 pode regular processos fisiológicos importantes para a saúde mental, tais como inflamação, excitabilidade neuronal e sistema endocanabinóide.

Quer entender mais sobre esse tema? Separamos algumas informações que vão te ajudar. Confira!

Ômega-3 e a depressão

Existem inúmeros estudos que sugerem que os níveis de Ômega-3 podem prevenir e combater sintomas depressivos. Um deles é a pesquisa: Uso de terapêutica com ácidos graxos ômega-3 em pacientes com dor crônica e sintomas ansiosos e depressivos, publicada pela revista científica Dor, da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor.

Essas pesquisas são tão importantes que em 2019 a International Society for Nutritional Psychiatry Research publicou uma diretriz prática para o uso de Ômega-3 em casos de depressão.

Isso porque essa substância, além de garantir o bom funcionamento do organismo, também ajuda a controlar as emoções, o humor, diminuir sintomas depressivos e perturbações no sono, sintomas comuns nas pessoas diagnosticadas com depressão.

Como consumir?

Os níveis de Ômega-3 no organismo costumam ser baixos, por isso, é importante conhecer os alimentos que contêm essa substância, como: truta, mexilhões, sardinha, semente de linhaça, óleo de fígado de bacalhau, nozes, semente de chia, óleo de salmão, atum e peixe branco.

Atualmente, não há uma recomendação específica sobre seu consumo, mas a Organização Mundial da Saúde recomenda de 1 a 2 porções de peixe por semana.

A suplementação também pode ser um caminho para pessoas com baixos níveis da substância no organismo, comprovados por exames. Se você tem problemas com depressão e ansiedade, um exame que avalia os níveis de Ômega-3 pode ser revelador.

Outro ponto que vale ressaltar é que a suplementação excessiva da substância pode trazer riscos à saúde, causando imunossupressão e até mesmo problemas de coagulação. Por isso, procure um médico de sua confiança, converse abertamente sobre suas pesquisas, faça os exames e, se necessário, comece uma suplementação acompanhada por um profissional habilitado.

Em caso de necessidade de suplementação, entre em contato com a Proderma. Será um prazer atendê-lo(a)!

Leia também: Tudo sobre o ômega, a gordura do bem!

Quer acompanhar nossas novidades de perto? Não deixe de acompanhar a Proderma no Instagram e no Facebook.

Tudo sobre o ômega, a gordura do bem!

Tudo sobre o ômega, a gordura do bem!

O ômega é uma substância do bem, composta por gorduras insaturadas, formadas por ácidos graxos, e popularmente conhecidas como “gorduras boas”. Elas são essenciais para o bom funcionamento do sistema imune, diminuem o colesterol e triglicerídeos e aumentam a capacidade de aprendizagem e a memória.

Além disso, seu consumo deve fazer estar inserido em uma alimentação balanceada, já que essas gorduras ajudam a equilibrar o corpo humano e trazem inúmeros benefícios. Continue lendo e conheça mais benefícios sobre essas substâncias e os suplementos que a Proderma recomenda em caso de déficit dos ômegas no organismo.

 

Tipos de ômega

Os mais conhecidos são o ômega-3, ômega-6 e ômega-9. Os três são encontrados em inúmeros alimentos, mas o ômega-9 também é produzido pelo corpo humano. Para explicar a atuação de cada uma delas, seus benefícios e os alimentos que devem ser consumidor para uma alimentação balanceada, separamos algumas informações:

 

Ômega-3

Os três principais ácidos graxos da série ômega-3 para o corpo humano são: ácido eicosapentaenoico (EPA), ácido docosahexaenoico (DHA) e ácido alfa-linolênico (ALA); e cada um deles fornece benefícios distintos ao corpo humano.

O EPA ajuda a reduzir inflamações no organismo, sendo indicado para o combate da obesidade, artrite e diversas doenças cardiovasculares; além disso, equilibra o colesterol e os triglicérides no sangue e pode ajudar a reduzir sintomas de depressão.

O DHA é extremamente importante para o bom funcionamento do cérebro, atuando, por exemplo, na biossítense e reserva da fosfatidilserina nos neurônios. Sua suplementação pode ajudar a melhorar sintomas de depressão, Alzheimer e distúrbios de comportamento, como hiperatividade e déficit de atenção.

Já o ALA, quando ingerido, pode ser transformado em EPA e DHA, auxiliando em todos os benefícios citados anteriormente. Além disso, também pode ser transformado em energia pelo corpo humano, quando necessário.

Todas essas composições podem ser encontradas em alimentos como: truta, mexilhões, sardinha, semente de linhaça, óleo de fígado de bacalhau, nozes, semente de chia, óleo de salmão, atum e peixe branco.

Atualmente, não há uma indicação específica sobre o consumo de ômega-3, mas a regra geral, ditada pela Organização Mundial da Saúde, diz que 1 a 2 porções de peixe por semana são suficientes para o bom funcionamento do organismo e combate às doenças.

 

Ômega-6

O ômega-6 também tem diversos ácidos graxos em sua série, sendo um dos mais conhecidos o ácido linoleico (AL) que, depois de ingerido, é convertido em ácido araquidônico (AA).

É comprovado que a ingestão de ácidos graxos ômega-6 representa uma série de benefícios para o organismo, destacando-se, entre outros, o controle da síndrome de atenção dispersa/hiperatividade, a hipertensão arterial, doenças cardíacas e a osteoporose.

Eles podem ser encontrados em alimentos como castanha de caju, semente de uva, amendoim, óleo de girassol, óleo de milho, nozes, óleo de algodão, óleo de soja e avelã.

Os ácidos graxos saturados presentes nos alimentos de origem animal não devem superar o máximo de 10%, para evitar a aparição de doenças cardiovasculares, enquanto que os ácidos graxos monoinsaturados (principalmente o azeite de oliva) e poliinsaturados devem representar o maior aporte de gordura na dieta, contribuindo, junto com outros fatores alimentícios e fisiológicos, para evitar o surgimento de doenças associadas ao coração e ao sistema cardiovascular.

 

Ômega-9

O Ômega-9 é produzido pelo corpo humano a partir da ingestão dos ômegas 3 e 6. No óleo de oliva (azeite) a sua concentração ultrapassa 70%. Também está presente em alta concentração no óleo de sementes de uva, óleo de canola, óleo de gergelim, óleo de girassol, óleo de soja, óleo de palma e em animais marinhos, como o tubarão e bacalhau.

O Ômega-9 é um ácido graxo monoinsaturado, estando relacionado a níveis de triglicerídeos mais saudáveis, além de ajudar na diminuição dos níveis de colesterol total e LDL e, ainda, aumentar o HDL.

Tal efeito se deve ao bom conteúdo de fitoesteróis, substâncias que auxiliam na eliminação do colesterol e, também, na diminuição da circunferência abdominal.

 

Como saber se preciso suplementar?

O ômega-3 e o ômega-6 podem ser suplementados já que o corpo não produz essas substâncias. Mas, como tudo em excesso faz mal, é necessário o acompanhamento médico e uma bateria de exames para entender qual o tipo de suplementação que o seu corpo precisa!

Se depois dessa consulta, a suplementação for necessária, não deixe de procurar a Proderma! Estamos sempre prontos para oferecer altíssima qualidade em cada produto. E em caso de dúvidas, estamos à disposição para te auxiliar.

Leia também: Qual suplemento de colágeno é ideal para você?

Quer acompanhar nossas novidades de perto? Não deixe de acompanhar a Proderma no Instagram e no Facebook!

Saúde intestinal e qualidade de vida: por que é importante?

Saúde intestinal e qualidade de vida: por que é importante?

Cuidar da saúde intestinal é, cada vez mais, aceito como primordial para o equilíbrio do organismo. Muito além de exercer apenas a função digestiva, os intestinos desempenham papel fundamental em nossa imunidade e em nossa saúde emocional.

De acordo com Ana Caetano Faria, médica pesquisadora do Departamento de Bioquímica e
Imunologia da UFMG, os intestinos são responsáveis por aproximadamente 80% da produção dos nossos anticorpos (células de defesa). Ou seja: ter um intestino saudável aumenta a imunidade. Por isso, tanto incluir mais alimentos funcionais na dieta quanto consumir probióticos e prebióticos é muito importante.
Gosta de iogurte, leite fermentado, kombucha, soja, chucrute e picles? Ótimo. Eles são grandes exemplos de itens com probióticos naturais e fáceis de encontrar.
Ainda assim, suplementos de qualidade podem dar maior praticidade ao dia a dia. Por isso, a seguir, conheça alguns suplementos para a saúde intestinal disponíveis aqui na Proderma e seus principais benefícios.

POOL DE LACTOBACILOS E FOS

Proporciona benefícios à saúde por meio do equilíbrio da flora intestinal. Este suplemento com probiótico foi feito para incrementar a saúde do intestino, melhorar a digestão e controlar gases ou desconfortos abdominais. Além disso, auxilia na manutenção do pH intestinal e no tratamento de infecções geradas pelo uso prolongado de antibióticos.

GLUTAMINA

A glutamina está naturalmente presente no corpo humano e é um aminoácido encontrado em abundância no tecido muscular. Glutamax é adequado para pacientes com doenças intestinais, infecções, alergias e no período pós-operatório. Além de ser um nutriente para as células do sistema imunológico, a glutamina também tem uma importante função anabólica para promover o crescimento muscular. Esta substância desempenha um papel fundamental no metabolismo das proteínas e no anti-catabolismo, ajudando o corpo a se proteger da perda excessiva de tecido muscular.

FIBREGUM, GLUTAMINA E PROBIÓTICOS

Fibregum B® é uma fibra prebiótica purificada a partir da Goma Acácia e extraída do caule e ramos de árvores de Acácia, que crescem na região do Sahel, na África. Exerce papel importante na proteção e funcionamento do intestino, modulando a flora intestinal e melhorando a função digestiva e imunológica.

A Glutamina é o aminoácido livre mais abundante nos músculos. Além de atuar como nutriente (energético) para as células imunológicas, a glutamina apresenta uma importante função anabólica, sendo indispensável para o crescimento muscular.
Probióticos são suplementos alimentares que contêm bactérias vivas que produzem efeitos benéficos no hospedeiro, favorecendo o equilíbrio de sua microbiota intestinal.

INTESTINO SÃO, MENTE SÃ?

O intestino é composto por uma variedade enorme de bactérias, “boas” e “ruins”, que formam nossa microbiota intestinal, responsável por metabolizar nutrientes, defender o organismo de bactérias patogênicas e manter o nosso intestino saudável. Além da proteção contra agente invasores, nosso intestino exerce função decisiva em nosso humor e bem-estar, sintetizando neutransmissores importantes como a serotonina.

Sabe-se que a microbiota intestinal é capaz de influenciar circuitos neurais e comportamentos associados com uma resposta estressora, e patologias como a depressão estão associadas a mudanças na microbiota.
A composição da microbiota intestinal de pessoas com depressão parece diferir da microbiota de indivíduos saudáveis, apresentando menor diversidade na microbiota intestinal, bem como maiores níveis de substâncias inflamatórias.
Pacientes com síndrome do intestino irritável (SII) e outras doenças inflamatórias do trato gastrointestinal costumam ter ansiedade e depressão como comorbidades, possivelmente por desregulações no metabolismo do triptofano (aminoácido necessário para a produção da serotonina).

QUANDO PROCURAR PROCURAR AJUDA MÉDICA

Se você evacua pelo menos uma vez ao dia, apresenta fezes em formato de salsicha e sem sinais de hemorragia, provavelmente, está tudo bem. Além disso, o ideal é não fazer força ou sofrer para evacuar e nem episódios recorrentes de constipação e diarreia. Qualquer coisa que fuja desse padrão merece ser comentada com o médico.
Agora que você já sabe que cuidar do intestino e da alimentação são igualmente importantes, conte com os especialistas da Proderma. Sempre prontos para oferecer altíssima qualidade em cada produto para você ter os melhores resultados. Entre em contato e solicite um orçamento para seus medicamentos e suplementos.

Gerenciamento de peso: conheça a prática e estratégias para otimizá-lo

Gerenciamento de peso: conheça a prática e estratégias para otimizá-lo

A perda de peso e as dietas restritivas são, de uma forma geral, causadores de polêmicas dentro do mundo da saúde. Há alguns estudos inclusive que já relacionaram e provaram que a influência da mídia e a restrição alimentar excessiva podem ser causadores de transtornos alimentares e distúrbios de imagem corporal.

Por isso, é importante que se tenha conhecimento que atualmente existem alternativas plausíveis e que conversam com a realidade de cada um quando estamos falando de gerenciamento de peso. Afinal, não há nada melhor do que fazer as coisas dentro de nossos próprios limites e se sentir bem dentro de nossos próprios corpos, não importa o formato.

E claro, se você está em busca de um estilo de vida mais saudável, e que te permita emagrecer de forma natural e equilibrada, nós temos algumas dicas e produtos que podem te auxiliar nessa sua vontade. Sem te deixar com medo da balança e causar frustração.

Confira!
Dicas para auxiliar no gerenciamento de peso
O primeiro passo para realizar esse gerenciamento de peso de uma forma saudável é: entender que cada corpo é um corpo! Cada pessoa responde a exercícios, dietas e suplementações de forma individual, influenciada por diversos fatores como a genética, metabolismo e diferença nos perfis hormonais, por exemplo.

Por isso, a nossa primeira dica é:
Procure profissional(is) capacitado(s)
Nutrólogos, nutricionistas e endocrinologistas são alguns dos profissionais que você deve buscar para obter a orientação mais adequada para você. Ele(s) será(ão) o(s) responsável(is) por montar o seu cardápio nutricional, solicitar exames de sangue e realizar uma avaliação física.

Nesse processo, diversos parâmetros podem ser avaliados, como a quantificação do seu percentual de massa magra, gorda e muscular corporal, além de uma avaliação da necessidade de algum tipo suplementação (nutricional, vitamínica, mineral e/ou hormonal).

Sabe-se que, por diversos motivos, é importante incluir exercícios físicos dentro da sua rotina. A nossa dica é que também seja feita uma avaliação física para saber se está tudo nos conformes com seu corpo para começar a se exercitar. Neste ponto, cardiologistas e ortopedistas também podem ser de grande valia, dependendo do indivíduo.

Com estes cuidados, ficará muito mais fácil para você realizar o gerenciamento do seu peso corporal a longo prazo. E claro, se você quiser um “plus” para conquistar os seus objetivos, a Proderma disponibiliza diversas opções para te auxiliar neste processo.
Produtos e auxiliadores da queima de gordura

E para os produtos que auxiliam na queima de gordura, encontramos três principais no portfólio da Proderma. São eles:

MOROSIL
O Morosil é um extrato natural retirado da laranja que contribui de forma relevante para a queima de gordura. Ele possui uma substância chamada antocianina C3G que atua como antioxidante natural do organismo, sendo uma aliada no processo de emagrecimento. Ela é o grande segredo desse produto ser emagrecedor.

CITRUSIM
O Citrusim é outro produto natural, derivado da Laranja Vermelha Moro (Citrus sinensis L. Osbeck), típica da região da Sicília. A Laranja Vermelha contém alta concentração de vitamina C, flavonas e ácidos hidroxicinâmicos, sendo um potente antioxidante e importante coadjuvante na redução de medidas e gerenciamento de peso.
Alcachofra Composta
Com foco em auxiliar o processo de digestão e complementar outros tratamentos como: emagrecimento, combate aos gases, diminuição de colesterol, combate a anemia, regular níveis de açúcara a Alcachofra Composta é uma fórmula que também é fornecida pela Proderma.

MITBURN® PLUS

O Mitburn® é um ativo cuja matéria prima é oriunda das Oliveiras orgânicas, da região de Provence, na França. Apresenta elevada proporção de fitoquímicos em sua composição, devido a colheita do fruto ser feita em épocas de maior concentração das frações ativas. O processo de produção é patenteado, seguro e eficaz.

Benefícios:

– Controle do peso corporal;
– Booster para cetose (Dietas Keto plant based e cetogênica);
– Diminuição da circunferência abdominal, flancos e quadris;
– Transformação de adipócitos brancos em marrons;
– Aumento da termogênese;
– Redução da gordura visceral e hepática;
– Aumento do número e atividade mitocondrial;
– Melhora a tolerância à glicose;
– Ajuda a diminuir o apetite e o desejo por doces.

Importante: as informações acima são apenas sugestões. Procure um profissional legalmente habilitado para realizar o acompanhamento do seu desempenho e saúde.

E claro, que o processo seja proveitoso! Cuidar da saúde nunca é demais.