fbpx
3447-7000 / 3421-2112 contato@farmaciaproderma.com.br

Mais do que lidar com o medo dos perigos do próprio vírus da COVID-19, a população mundial também enfrenta, desde o início da pandemia, inúmeras inseguranças em diferentes aspectos, seja devido ao isolamento social, distância e perda de pessoas queridas, da possibilidade de desemprego, redução de renda ou encerramento do próprio negócio.01

Riscos e consequências ao bem-estar emocional

Diante da complexidade do vírus, as consequências no organismo de quem foi infectado podem variar de pessoa para pessoa, inclusive devido aos procedimentos e intervenções médicas que cada paciente precisa ser submetido, às respostas imunológicas e à área afetada pela doença, principalmente quando a infecção atinge o cérebro. 

O fato é que a vida mudou em muitos quesitos, o que afetou fortemente as questões psicológicas, fazendo com que o índice de transtornos mentais disparasse, tantos dos que foram ou não infectados, seja como sequela da doença ou como resultado da vivência diária com o medo e as limitações. Vale ressaltar que tais decorrências podem se estender por um período prolongado e precisa de um acompanhamento especializado e, se necessário, medicamentoso.

Só para ter uma ideia, apenas no nosso País, o estado mental de cerca de 53% dos brasileiros foi afetado, segundo o Instituto Ipsos. Em pesquisa do Fórum Econômico Mundial (FEM), o Brasil fica atrás da Itália, com 54%; da Hungria, com 56%; do Chile, também com 56%; e da Turquia, com 61% da população emocionalmente afetada, seja pela depressão, ansiedade, estresse ou outros transtornos.

Contribuições de tratamentos coadjuvantes

Considerando que diferentes tipos de sequelas pelo Coronavírus passaram a marcar presença na vida de muitas pessoas, os tratamentos coadjuvantes se destacam quando o assunto é aliviar as reações adversas pós-covid-19. E aqui entra em cena o importante papel da farmacoterapia, com fitoterápicos, nutracêuticos e a utilização de elementos específicos para cada sintoma.

A raiz de Kava, por exemplo, é uma planta medicinal, cujo efeito é ansiolítico, nootrópico, neuroprotetor e indutor de sono. Já o extrato de raiz da Valeriana atua como sedativo e ansiolítico e apresenta bons resultados na redução de sintomas de ansiedade e estresse. Assim como o extrato seco da camomila, com suas propriedades calmantes e sedativas. 

A Melissa e a Lavanda em pó agem de forma semelhante à fluoxetina e também podem ser grandes aliadas para o alívio dos sintomas pós-covid, principalmente no tratamento da depressão. O extrato seco da folha de Passiflora, por sua vez, é ideal para o tratamento de insônia e transtornos de ansiedade, e o de raiz de Ashwagandha no alívio de sintomas ansiosos.

O Açafrão também atua satisfatoriamente em casos leves e moderados de depressão e ansiedade, bem como o Ômega-3, que pode prevenir episódios de depressão. No entanto, este último precisa de cautela, uma vez que já foram relatados alguns efeitos colaterais e é contraindicado em alguns casos, como para pessoas alérgicas a frutos do mar.

Com suas ações anti-inflamatórias e antioxidantes, o N-Acetil-L-Cisteina (NAC) ajuda na prevenção da depressão e o S-Adenosilmetionina (SAMe) e o L-Metilfolato a reduzir os sintomas.

Por fim, para melhor lidar com os sintomas pós-covid, há também a utilização de elementos minerais, que se mostram fundamentais na recuperação da qualidade de vida dos pacientes, tais como magnésio – na questão da ansiedade e estresse – e zinco em casos de depressão.

Em caso de necessidade de alguma suplementação, entre em contato com o seu médico e com a Proderma. Será uma satisfação poder te ajudar e auxiliar numa melhor qualidade de vida!

Quer acompanhar nossas novidades de perto? Não deixe de acompanhar a Proderma no Instagram e no Facebook.